3 POEMAS DE LUCIANA ALBRECHT

O bilhete

Sim, fui embora.
Mas te deixei meu adeus.

Abre a gaveta da cômoda,
Lá tem um bilhete meu.

Com a letra um tanto tremida,
Mas tudo bem explicado.

Sem muitos rodeios está escrito:
Me enchi dos nossos vazios.

Assombros

Ando pela casa
É noite
Não durmo
Apenas recordo
Observo
Os quadros pelas paredes
Detalhes singelos
Da morada do Eu
Percebo e sinto
Cada canto
Cada quadro
Até mesmo nos álbuns
De coloridas fotografias
Em toda parte
Poesia.

Um poema pra mim

Sou toda cor.
Dor? Sim, às vezes.
Mas é o amor que me conduz.
Se eu desisto hoje,
Amanhã já esqueci.
Voltei a lutar
E nem percebi.

Luciana Marinho Albrecht é gaúcha, escritora, poetisa, contadora de histórias e palestrante. Youtuber no canal Mil e uma Histórias. Bacharela em Administração e Especialista em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getulio Vargas. Seus livros já lançados são A Estrela Pequenina e O Procura Encrenca, ambos dedicados à infância. Prepara-se para lançar seu primeiro livro de poemas, Confidências da Noite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s