‘CANÇÃO PARA OS SEUS OLHOS E OUTROS CASTANHOS’, DE ANGEL CABEZA

Por Cláudio B. Carlos

Indico, a pedido do editor, um livro que me marcou no ano que está acabando. Bueno, “Canção para os seus olhos e outros castanhos”, do Angel Cabeza, foi publicado no final de 2019 e valeu como o melhor livro de poesia que eu li em 2020. Deixo aqui um trecho do texto que tive a honra de escrever para as orelhas do livro:

Escrever poemas pode ser uma grande armadilha, ainda mais em tempos líquidos. Escrever poemas que tratem de amor, então, é como andar em corda bamba – sem rede de proteção. Não para Angel Cabeza. O poeta mora na filosofia de Monsueto Menezes – pra que rimar amor e dor? Equilibrista destemido, apresenta “Canção para os seus olhos e outros castanhos”,e se revela um poeta maduro – que pensa, repensa, trabalha e retrabalha a palavra. É um duro exercício – até o nascimento do poema (quase) perfeito. Digo “quase” porque sei que perfeição não há para os atordoados pela arte.

Possuis um rutilante
dom nos dedos:
aveludar o relógio
e amansar tigres.
O meu é recolher todas
essas alvoradas
e depositá-las
no bolso.

É pela iluminação
que se atinge
o peito dos dias.

Leia mais do autor na Sepé.

🛒 Clique e encomende o seu exemplar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s