5 poemas de Graziela Jacques Prestes

Inquietação

Em que clarão me lancei?
Tanto espaço entre o calado e o expresso
Um universo metaverso
Dia e mente escrevo parágrafos
Inteiros
Medo e razão apagam tudo
Querem o tempo em negação
A segura certeza do grande irmão

Poros

O amor descoberto em noite de lua cheia
degustado em cálice de vinho
expande os corpos
apeia, gauche
que a solidão é vento de areia

Jardim de inverno

Compreendo agora
e te liberto de mim
que sejamos felizes
em outros matizes

Flores despertas em agosto
me interessam muito mais

Pingos de café

Está tão habituado a virar a página da vida
que não consegue ler o livro

No verso

descobri que sou japonesa
adoro começar meus cadernos pela última página
dá-me a ilusão de que a obra já foi conclusa
que agora é só diversão e leveza
onde não se deveria estar
mesmo assim, assim tão feliz
que não cabe na capa
felicidade é estar no verso

Graziela Jacques Prestes é formada em Letras pela UFRGS (1996) e mestre em Linguística Aplicada pela PUC/RS (2003). Lecionou em Instituições de Ensino Superior de 2003 a 2016. Atualmente trabalha com Ensino Fundamental e Médio e mantém a página https://www.facebook.com/aulasdeportuguescomgrazi/

POESIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: