Tag: Inéditos

5 POEMAS DE ARMANDO MOURA FILHO

CORAGEM Quero ter a coragemDe enfrentar a dúvidaQue nos faz humanosE de conviver com o desconfortoAngustiante da incerteza,De não me refugiar no desesperoQuando a confiança balançar,De continuar toleranteQuando a tolerância acabar,De não arriscar, quandoDesnecessário correr o risco,De não ser arrogante na vitóriaPor mais contundente que ela seja,Quero ser tão altivoQuanto humilde, nas ocasiões certasE na…

Detalhe de Office-at-night-edward-hopper-1940 - Fonte: Wiki Commons

Leia mais 5 POEMAS DE ARMANDO MOURA FILHO

3 POEMAS DE LUCIANA ALBRECHT

O bilhete Sim, fui embora.Mas te deixei meu adeus. Abre a gaveta da cômoda,Lá tem um bilhete meu. Com a letra um tanto tremida,Mas tudo bem explicado. Sem muitos rodeios está escrito:Me enchi dos nossos vazios. Assombros Ando pela casaÉ noiteNão durmoApenas recordoObservoOs quadros pelas paredesDetalhes singelosDa morada do EuPercebo e sintoCada cantoCada quadroAté mesmo…

Leia mais 3 POEMAS DE LUCIANA ALBRECHT

5 POEMAS DE EDUARD TRASTE

UMA VERDADE tudo em mim soa assimdesagradável, simmas vou mentirpra mim? seguir assim, eupor mim desejo que meu fimseja assim, nesta linha verdadeiraeu por mim e minha vida,inteira. POETA AMARELO nasceu estranhoe virou piadamas era bom demaispra ser apenas piadano fim das contasvirou poemae morreu estranho sem rima,sem nada A VERDADEIRA TRAGÉDIA e o mundo…

Leia mais 5 POEMAS DE EDUARD TRASTE

5 POEMAS DE RAMON CARLOS

Anestésico Depois de descobrirQue os mosquitos têm dentesTodas as noites,Quando esses bastardos decidem aparecerEu tenho uma certeza, meu bemDe tanto sugarem vocêAgora eles precisam de mimDo meu sangue alcoólicoPara aliviarem suas doresE é só por issoQue não os matoApenas mastigoUm que outroPara velarSeu sabor Magnitude Sangue talassêmicoOs cabelos brancos de VirgíniaEnquanto estende as roupas, cantarolandoFeito…

Leia mais 5 POEMAS DE RAMON CARLOS

5 POEMAS DE GRAZIELA JACQUES PRESTES

Planeio Esquecer-se no ninhoDá frio na espinhaSeguemAs formigas da terraAs gaivotas do céu Visão turva também faz curvaVoa, meu irmão Beijo nuvem Há um beijo molhado ao redormanso, doce, suaveHá um beijo molhado ao redorpaira, olha, tocaeu, você, todo lugar Amor eterno O sonho desta noite te trouxe de voltaquentinho, bem pertinho de mimolhar sorriso…

Leia mais 5 POEMAS DE GRAZIELA JACQUES PRESTES

DE ‘DENTE-DE-LEÃO’, DE WANESSA MONTEIRO DE BARROS

6 passo lenta no centro dos vendavaismeus sonhos moram dentrodas ventas dos cavalos com o fogo dos dragões abro picadasafago cães no vazio, rego flores miudinhasjunto andorinhas ao conselho daninhodas congregações entro no país das fadaslá onde a lambida da salamandraé prenda, amora derretidacanto rupestreespinheira santana luz bruxuleantedas esquecidaslamparinas da mata enquanto seu lobo não…

Leia mais DE ‘DENTE-DE-LEÃO’, DE WANESSA MONTEIRO DE BARROS

4 POEMAS INÉDITOS DE MICHELE C. BUSS

PLUVIÔMETRO A estação é das plantas da chuva… Crescem ervas ombrófilas nos meus olhose uma flor tropical violáceanos átrios do coraçãoencharcados de pulso. Nos céus além da pele:tempo bom. Nos silêncios interiores:o medidor de chuva descontroladoem pleno estado de tormenta epouco sol. Da instabilidade das pálpebrase da glândula lacrimal(100% de umidade no ar)floresce intensa a…

Leia mais 4 POEMAS INÉDITOS DE MICHELE C. BUSS

4 POEMAS INÉDITOS DE GABRIELA SILVA

Celebração primordial Na hora mais escura da noiteQuando não há mais medoNem esperança pela luzTomei teu corpo Como se cada partícula da tua peleMe pertencessee teu ritmo cardíacoocupasse o som de todas as coisas e ficamos assim, a aproveitar a festado espírito e da carnemateriais dispersos e complementaresque nos constróem mantenho-me acordadapara contemplar teu corpoonde…

Leia mais 4 POEMAS INÉDITOS DE GABRIELA SILVA

4 POEMAS INÉDITOS DE MARCO DE MENEZES

introdução à contabilidade I quantos rostos esquecemosna parca destinação de comparsasque a existência provê aos visitantes de pai e mãe e irmãose parentes mais próximosposto que se transladamde um a outrocomo um projetor de slides enguiçadoos rostos escondemainda que familiaresum certo brilho esquisitoou uma opacidade de cera negligentesobre a tábua antiga do Seu Aquiles, o…

Sombras de um gradil

Leia mais 4 POEMAS INÉDITOS DE MARCO DE MENEZES

5 POEMAS INÉDITOS DE ANDRÉ MARTINS

in memoriam sufocado sob violetasele morreu silenciosamentenão saiu no jornalnão houve consternação seu nome era outonoda tribo dos equinóciostinha os mais belos diasa luz preferida por monetboa temperatura para o tinto morreu como veio ao mundoentristecidosob a copa das árvoresdeixa folhas obsoletras assim como outras máquinas e pessoasa máquina de escrever tornou-se inútilpeça de um…

Lettera 32 - teclado de máquina de escrever

Leia mais 5 POEMAS INÉDITOS DE ANDRÉ MARTINS

4 POEMAS INÉDITOS DE TATIANA CRUZ

CADA CORAÇÃO cada coração é uma casa assombrada ou umcaleidoscópiolugar de armaduras, elefantes, bibelôs de viagem,aliterações, alguns ossos, um tanto demágoa, os sonhos todos, a névoa dos sonhostodos até o café preto de toda manhãcada coração são mil corações em condição detransição, num salto.todos espelhos voltados para o centro de um único coração, quepulsa à…

Leia mais 4 POEMAS INÉDITOS DE TATIANA CRUZ

3 POEMAS INÉDITOS DE ADRIANA BANDEIRA

VINDO De onde venhodizem-me as coisassobre o vagar calmoda esperançapor um fioe quando não foi réstia?e quando não foi frio?o andar do sempreo andar do rio DEPOIS Depois do temposem que se chame instantemomentolembro dentro lembro tantoe ainda queroqualquer sussurrobarcovento como se fosse o voltar dos diasmeio tontasem inteiro gestosnasço inconstantevertoverso por causa de qualquer…

Leia mais 3 POEMAS INÉDITOS DE ADRIANA BANDEIRA